I Feira de Inovacao Biotecnologica do IMPG2

O evento aconteceu no dia 21 de setembro no Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Rio de Janeiro e contou com a presença de grandes nomes da pesquisa científica nacional, em palestras sobre variados temas, na parte da manhã. No espaço de exposição, a I Feira de Inovação recebeu empresas convidadas, pesquisadores do Instituto de Microbiologia e representantes de startups que demonstraram sua produção científica, organizados em 17 estandes.

O pioneirismo da proposta consolidou a parceira promissora entre a Merck Life Science e Fiocruz com o Instituto de Microbiologia. O evento recebeu um público de cerca de 250 pessoas, eentre estudantes do ensino médio da Escola Técnica IFRJ, estudantes dos diferentes cursos de graduação e pós-graduação do Centro de Ciências da Saúde e pesquisadores convidados.

Parceiros internos como a Agência UFRJ de Inovação e o Parque Tecnológico da UFRJ foram fundamentais para que o evento alcançasse a estrutura organizacional e o reconhecimento como lócus privilegiado de compartilhamento e discussão sobre o cenário nacional de inovação.

Pela manhã, as palestras contaram com a presença do vice-presidente de produção e inovação em saúde da Fiocruz, Marco Krieger, que ressaltou a importância da instituição como referência mundial na exportação de vacinas e antirretrovirais, chegando a uma produção anual de dois milhões de vacinas. Especialista em células-tronco, o pesquisador Stevens Rehen apresentou o trabalho de desenvolvimento de “minicérebros” a partir de células-tronco, com o objetivo de entender melhor seu funcionamento e buscar a cura para doenças como esquizofrenia,
depressão e estresse pós-traumático.

O SEBRAE foi representado por Miriam Ferraz, diretora do Programa Prointer Bio cujo objetivo é apoiar o crescimento de empresas que desenvolvem produtos voltados para a saúde humana, alimentos e cosméticos.

A MERCK e a Fiocruz assinaram o evento com o Instituto de Microbiologia. Presente em 66 países a Merck investe anualmente 13% de seu faturamento em inovação. Dentro da categoria "Life Science", mais de 300 mil ferramentas de alta tecnologia estão disponíveis para pesquisas.

No foyer do auditório Rodolpho Paulo Rocco, 17 estandes estavam abertos à visitação e apresentaram o que há de mais moderno em tecnologia, como impressoras 3D, drones e até cerveja produzida a partir de uma nova levedura. Dentre os participantes, havia as startups Biotecam, LeishNano, Hana Biocosmética, geradas na Fiocruz e na UFRJ.

A Biotecam desenvolve biotecido composto de celulose bacteriana, que pode ser usado na confecção de roupas, acessórios, bolsas e outros itens. Fundada em 2016, a LeishNano produz tecnologias terapêuticas inovadoras, se dedicando ao tratamento e prevenção da leishmaniose, doença parasitária endêmica em nosso país. A Hana Biocosmética é uma spin-off voltada para a produção de matérias-primas de origem microbiana para a indústria de cosmético.

A equipe do Laboratório de Ecologia Molecular Microbiana (LEMM), em parceria com o AquaRio, expôs o projeto pioneiro, sob a coordenação da bióloga professora Raquel Peixoto, de recuperação de corais destruídos pelo aquecimento global ao redor do mundo. O método, desenvolvido no Brasil, será implementado na Grande Barreira de Corais da Austrália, que já teve 30% da sua área de dois mil quilômetros devastada pelo aumento da temperatura da água marinha.

Com a exposição de métodos e produtos de alta tecnologia, a 1ª Feira de Inovação Biotecnológica do IMPG promoveu um grande encontro entre os setores acadêmico e produtivo, demonstrando a importante contribuição das pesquisas para a sociedade.

 

(FONTE: Andréa Pestana e Daniela Pontes; FOTOS: Luciana Vermelho)

 

 

AGÊNCIA UFRJ DE INOVAÇÃO
Rua Hélio de Almeida, s/n - Incubadora de Empresas - Prédio 2 (salas 25 a 29)
Cidade Universitária | Ilha do Fundão | Rio de Janeiro - RJ | 21941614
21 3733-1793 | 21 3733-1788

              facebook        
 twitter 
UFRJ Agência UFRJ de Inovação - PR2 - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ