adsiscolo

O câncer de colo de útero é um tipo de tumor maligno, de evolução lenta, que acomete, sobretudo, mulheres acima de 25 anos. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), este é o terceiro tipo de câncer de maior incidência na população feminina, ficando atrás apenas dos cânceres de mama e colorretal. Felizmente, hoje em dia, é possível evitar a doença se a lesão precursora for identificada e tratada, ou mesmo curá-la caso diagnosticada em fase precoce e tratada.

Após dez anos de trabalho na melhoria de indicadores para avaliar o programa de rastreamento desse câncer, a professora Rosimary Terezinha de Almeida, do Programa de Engenharia Biomédica da COPPE-UFRJ, e o professor Sergio Miranda Freire, da Faculdade de Ciências Médicas-UERJ, orientaram a doutoranda Sulafa Yacoub Mohammed Ahmed (bolsista do convênio CNPq/TWAS GD-2012 # 190023/2012-0) na elaboração de um programa de computador cuja proteção acaba de ser solicitada pela Agência UFRJ de Inovação junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Trata-se do AD-SISCOLO.

Para entender as funcionalidades do novo software, é necessário voltar a 1999, ano em que o Inca, em parceria com o Departamento de Informática do SUS (Datasus) desenvolveu o Sistema de Informação do Câncer do Colo do Útero (SISCOLO), uma ferramenta destinada ao gerenciamento das ações do programa de prevenção à doença. Os dados gerados pelo sistema permitem avaliar a produção de exames realizados no SUS em dada região, período, unidade de coleta e laboratório, dentre outras informações relevantes ao acompanhamento e melhoria das ações de rastreamento, diagnóstico e tratamento desse tipo de câncer.

Por sua vez, o novo software desenvolvido na UFRJ (o AD-SISCOLO) gera uma série de indicadores e de relatórios a partir dos registros que integram o SISCOLO, tendo como unidade de observação tanto o exame como a mulher, compondo um armazém de dados com grande potencial para avaliar as ações do Programa Nacional de Rastreamento do Câncer de Colo de Útero. Assim, o software permite que o gestor tenha informação quanto à trajetória da mulher no SISCOLO e possa com isso identificar as perdas de seguimento e tempo médio de realização dos exames, além de estimar a cobertura real do programa na região. Com o AD-SISCOLO, os indicadores podem ser facilmente visualizados e manipulados por usuários com pouca experiência em informática.

Mais informações sobre o software podem ser obtidas entrando em contato com a Agência UFRJ de Inovação.

 

 

AGÊNCIA UFRJ DE INOVAÇÃO
Rua Hélio de Almeida, s/n - Incubadora de Empresas - Prédio 2 (salas 25 a 29)
Cidade Universitária | Ilha do Fundão | Rio de Janeiro - RJ | 21941614
21 3733-1793 | 21 3733-1788

              facebook        
 twitter 
UFRJ Agência UFRJ de Inovação - PR2 - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ